Caritcha e o portal-parte II

Quando cheguei na Sala de Leitura bem cedinho, para fechar o buraco na parede por onde quaaaase saiu dali um caritcha, precisei conjurar um portal. Minha mãe, bruxa má premiada, disse que, sem o tal portal, ele poderia voltar. Ui... 

Daí, falei umas palavras mágicas, uns palavrões terríveis, umas palavrinhas do mal e... Tcharããããnnnn! Aqui está ele! Como é bom ser má, hein?

Não se preocupe: o portal só abre de meia noite às 6h da manhã. Antes disso, é apenas um espelho comum. Ou não... Uáh! Há! Há! Clique nas imagens abaixo para ampliar.




Comentários

Postagens mais visitadas